logoExposicao
logoCNCCR

 

 

O ano de 1911 representa um momento fundamental na emergência do turismo organizado em Portugal. Nesse ano, em Maio, Lisboa recebeu o IV Congresso Internacional de Turismo, e o Governo provisório da República criou as primeiras estruturas oficiais – a Repartição de Turismo e o Conselho de Turismo. Os governos republicanos irão apoiar o projecto turístico dos Estoris, bem como a abertura da primeira representação do turismo nacional no estrangeiro, gerida pelo Estado e pela Companhia Portuguesa dos Caminhos de Ferro. Se o interesse, privado e público, vinha de anos anteriores – como o atestam, entre outras iniciativas, a criação da Sociedade de Propaganda de Portugal em 1906 e a publicação do Manual do Viajante de Portugal em 1907 –, foi durante a República que se deu formalmente a sua institucionalização.
Viajar por prazer, para conhecer outros lugares e costumes, como distracção ou forma de repouso tinha-se tornado um desejo acessível a mais pessoas.